Bem-vindo

Venha e junte-se a nós

  • Simples para publicar
  • Rápido feedback
  • Compartilhe com o mundo
/

Ou logue usando:

Esqueceu a Senha?

Capítulos (1 de 4) 11 May, 2018

Capitulo 3: O Desenhista

De volta a Giblue city, um assalto a banco está em andamento os ladrões estão com 10 reféns, o banco está totalmente cercado pela polícia um dos ladrões pega um megafone e começa a pedir coletes e um veículo de fuga em troca dos reféns caso as suas exigências não foram compridas em 5 minutos, um refém será morto e depois mais um e mais um, em cima do prédio de frente para o banco está Speed X mirando com um rifle bem na cabeça do mediador segurando uma refém como escudo. ‘’- Ei garoto você tá pronto?’’ Speed X pergunta pelo comunicador.

- Eu já sou bem grandinho para o senhor está me chamando de garoto. Responde o homem com outro comunicador, dentro do banco escondido nas sombras.

- Sim, eu já estou a postos esperando as suas ordens.

- Muito bem, eu já tenho a mira travada no mediador os outros 4 estão cuidando dos reféns?! Quando eu dispara a arma você irá colocar o plano em prática.

- Ok, pode deixar comigo ... pai.

Speed X atira, e acerta em cheio o mediador que cai dormindo no chão, os ladrões se distraem por um momento, o homem escondido nas sombras rapidamente sai gira a válvula embaixo do canhão no seu braço direto e atira uma onda temporal bem no meio do banco, que deixa tudo a sua volta em câmera lenta, o homem pega as armas e algema os ladrões enquanto o tempo está lento, após tudo pronto ele faz o tempo correr normalmente como antes, a polícia invade o banco e leva os ladrões, um velhinho que estava sendo usando como refém diz ‘’- Obrigado Alpha Man por ter nós protegido’’

E ele responder – haha não precisa agradecer esse é o meu dever, proteger todos os cidadãos de Giblue city e com o tempo ao meu lado eu nunca faltarei a minha palavra.

Alpha Man é um jovem herói que estreou recentemente na cidade como companheiro de Speed X, ele usa uma roupa estilo Steampunck vermelha com metais dourados no peitoral e no braço esquerdo, e engrenagens também douradas, em seu braço direito ele tem um canhão que cobre o todo o antebraço em cima dele tem um medidor de pressão e na parte inferior do canhão tem 3 válvulas que o Alpha Man usa para controlar a pressão do seu poder, o Alpha Man cobre a boca e o nariz com um pano preto que lembra bastante os antigos foras da lei de filmes de faroeste e para completar o seu disfarce, um óculos redondo com a lente laranja e a armação de metal dourado.

Alpha Man vai falar com Speed X que está conversando com o oficial Roseles.

- Speed X, eu preciso falar com você agora.

- Olá Alpha Man, você fez um ótimo trabalho lá dentro. Disse Roseles.

Ele olha para Roseles, vira e diz para Speed X – Eu preciso ir agora, o senhor irá precisar demais alguma coisa?

- Não, pode ir mais tarde a gente se encontra. Alpha Man vai embora do local.

- Ele é um herói bem tímido! Nunca pensei em ver logo você com um parceiro assim. Disse Roseles.

- Ele é muito novo, porém muito determinado com os seus objetivos talvez mais até do que eu, no futuro quando a minha geração acabar eu espero ver heróis com o mesmo empenho que ele.

- Eu acho que ele tem alguma coisa contra mim ele conversa com os outros oficias, mas comigo só troca uma ou duas palavras e vira as costas.

- Não esquenta a cabeça com isso não, ele só deve estar indisposto hoje.

Mais tarde, em casa já sem o uniforme de Speed X, ‘’- Aonde caralho aquele moleque foi se meter, porque ele saiu tão desesperado ... AH EU ME ESQUECI hoje é aquele dia do ano ... espero que o garoto não fique tão pra baixo como no ano passado.

Kateck, o nome verdadeiro do Herói Alpha Man, saiu correndo do banco para compra flores antes que as floriculturas fechassem, todo ano Kateck leva flores no tumulo de Elisa a sua amiga que morreu na batalha contra o Gentleman, Death drawl e Stronger LightSpeed.

Kateck anda até o tumulo dela, tira as flores murchas e substitui pelas novas e sentasse no tumulo.

- Olá Elisa espero que goste das flores que eu trouxe, muita coisa mudou nesses 10 anos ... depois daquela noite o meu pai me contou tudo, quem iria imaginar que o meu próprio pai é o grande herói, Speed X, e eu por ser seu filho acabei herdando poderes similares ao dele ... se pelo menos eu tivesse conhecimento deles naquela noite, talvez, NÃO tudo seria diferente você não teria morrido, eu não teria atirado... porque as coisas tiveram que acabar assim, eu nem pude dizer o quanto ti amava em vez disso fiquei correndo com você a noite inteira sempre fazendo o que você queria e nunca me dando tempo para falar. Quando eu me recuperei daquela noite, eu fui para a Federação de heróis aonde eu treinei arduamente para me torna cada vez mais forte, quando eu caia de cansaço no meio do campo a imagem daquele monstro desaparecendo e dando lugar ao seu corpo já sem vida vinha a minha mente, eu não quero ver aquilo acontecer de novo alguém morrer na minha frente, por isso sempre me levantava e continuava treinando, hoje eu controlo os meus poderes. Eu tenho o poder de lançar ondas temporais que podem acelerar ou desacelerar qualquer coisa, para me ajudar o Doutor Cork criou o Pendulo, um canhão que amplifica os meus poderes e me permite dispara bolas de energia, no início eu pensava que com ajuda do pendulo eu iria conseguir voltar no tempo, mas isso não é possível ... haha os erros do passado não podem ser mudados, hoje em dia eu faço faculdade de história e combato o crime com o meu pai usando o codinome Alpha Man ... a minha maior motivação para combater o crime é você Elisa, eu-eu-eu juro que vou proteger a todos e não deixarei o mal vencer jamais. Kateck não aguenta e começa a chorar debruçado no tumulo, ele falta a faculdade no dia seguinte antecipando o seu final de semana, Segunda-feira já recuperando ele vai para a faculdade.

Kateck acorda, lava o rosto, toma café, escova os dentes e vai para a faculdade quando ele entra na sala nota que á um novo aluno sentado na cadeira ao lado da dele, um garoto moreno gordinho de cabelo ruim, tem 22 alunos na sala que se divide em 4 grupinhos distintos, Kateck nunca se deu com nenhum deles sempre ficou no fundo da sala sem falar com ninguém. Ele se senta, e nota que o garoto está desenhando algo, Kateck se estica um pouco para o lado e o garoto percebe. ‘’ - Quer ver os meus quadrinhos’’ pergunta com um sorriso no rosto o garoto.

- Oi o meu nome é Kateck, eu não queria atrapalhar você.

- Ah sem problema cara, o meu nome é Rajxar, eu gosto muito de desenhar quadrinhos quer da uma olhada neles ?

- Claro seria uma prazer. Kateck pega a pasta de desenhos e passa um por um, os quadrinhos de Rajxar tem um traço bem expressivo e detalhista como o de um profissional.

- Caraca isso tá muito bem feito, porque você tá fazendo faculdade de história em vez de Artes ?

Rajxar muda o seu sorriso para um rosto mais melancólico – Os meus pais enxergam isso como trabalho de vagabundo que eu nunca vou conseguir ganhar dinheiro com isso ... E como eu sou sustentado por eles ainda, tenho que fazer faculdade, escolhi História porque é a matéria que eu mais gosto.

- Nossa, que merda cara.

- Ahhh não precisa ficar triste, fazer essa faculdade é até bom os meus pais não estão de todo errado eu preciso me sustentar enquanto não sou famoso, o meu sonho é me torna um grande quadrinista algum dia. O professor entra na sala.

- Ei eu posso levar alguns desses quadrinhos para ler em casa ? Kateck pergunta baixinho para o professor não ouvir.

- Não, eu tenho um site ... aqui o nome, lá tem todas as minhas obras.

Os 2 seguem conversando quando a aula acaba, Rajxar gostou muito de conhecer Kateck os dois tem muitas coisas em comum. No final do dia os dois se despedem, Kateck logo ao chegar em casa vai para o computador e entra no site de Rajxar, Jadbase, lá ele usa o pseudônimo Jadman, o seu avatar é um homem com o rosto coberto por uma hq em preto e branco de um homem apontando uma arma em todos os quadrinhos, manchada de sangue, ‘’Que foda’’ pensou Kateck, conforme ele e a lendo os quadrinhos um sentimento de Déjà vu tomava conta de Kateck o sentimento se torna mais forte ao ler o quadrinho ‘’ A festa do homem de branco’’ esse quadrinho simplesmente mostrava tudo que tinha acontecido naquela noite a 10 anos atrás até a parte em que o Gentlemen foge no seu carro. Kateck fica sem palavras, mas logo retorna a sí.

– Calma, calma, eu não devo me preocupar com isso havia muitos usuários de drogas naquela noite ele deve ser apenas mais um, ehhh nada mais nada menos que isso, além do que ele não me viu usando os poderes logo não sabe que eu sou o Alpha Man haha haha esse garoto me assusto pra caralho sem querer hahahaha. Kateck riu bastante com tudo aquilo e foi dormir um pouco perturbado com aquilo.

Logo de manhã Kateck recebe um chamado da Federação, á um prédio em chamas a duas quadras da sua casa, ele veste o seu disfarça e correr para lá. A maior parte das pessoas já foram tiradas do prédio pelos bombeiros que chegaram bem na hora, quando Kateck vai entrar no prédio sai um bombeiro pegando fogo, ele corre pegar um extintor no caminhão dos bombeiros e apaga o fogo – EI VOCÊ ESTA BEM ? perguntou gritando Kateck.

Um outro bombeiro que estava lá fora agarra com força os braços dele é pergunta – AONDE ESTA O JIM ? Eu vi vocês dois entrarem juntos lá.

- cof cof cof um ga-garoto, tem um garoto no último anda, foi ele quem casou esse incêndio e ... matou o Jim ... me desculpe Maicon, eu não pude salvar o seu irmão.

Maicon larga o bombeiro, pega o machado e se direciona para a porta.

- Ei ei calma ai cara! Disse Kateck.

- Calma ? Como você me pode me pedir isso, o meu irmão acabou de ser morto!

- Eu sei, eu estou aqui também, se você entrar lá vai morrer também.

- Além disso o seu dever é salvar as pessoas e conseguiu todos estão bens, punir os vilões, esse é o meu trabalho agora se afaste, eu vou prender esse garoto seja lá quem ele for.

Kateck entra no prédio e sobe as escadas chegando no penúltimo andar, a escada que leva até o último começa a cair. Ele rapidamente congela a escada usando o pendulo, ele anda um pouco e encontra o quarto do garoto, lá está ele chorando ou pelo menos tentando chorar já que as suas lágrimas se evaporam rapidamente ao saírem dos olhos, segurando nós braços o esqueleto carbonizado de alguém. ‘’ – Garoto, consegue me ouvir ?’’ Pergunta Kateck.

O garoto olha para o herói e se assusta um pouco – VÁ EMBORA! EU NÃO QUERO MACHUCAR MAIS PESSOAS . Grita o garoto em chamas

- Garoto eu também possuo poderes, veja. Kateck faz algo imprudente nesse momento, ele deixa o tempo correr novamente e a escada cai, para logo em seguida desacelera o tempo dentro do quarto, o garoto finalmente vê as suas lágrimas flutuando no meio do nada.

- Eu posso te ajudar acredite em mim!

- Eu-eu eu não consigo para as chamas como antes, tudo que eu toco pega fogo incluindo o meu corpo não sei o que fazer. Diz o garoto desesperado.

- Fique calmo, respire e pense nas coisas que você mais gosta alivie a sua cabeça ao máximo, isso sempre me ajudou.

- Tá eu vou tentar. O garoto fecha os olhos e se concentrar demora um pouco, mas ele consegue voltar ao normal e as chamas a sua volta também se apagão.

- Eu conseguir! Obrigado.

- Não me agradeça ainda a gente tem que sair daqui antes que o prédio desabe. Após Kateck dizer isso o seu comunicador toca – Tá precisando de ajudar ai garoto.

- Speed X é você ?!

- É claro que sou, achou que e a ficar com todo o crédito ?! Vai até a janela ... Tá vendo esse colchão velho ?

- Sim, estou.

- Ótimo sobe em cima dele que eu desço vocês 2. Kateck pega o garoto e sobe no colchão, chegando lá embaixo Maicon vem com o machado pra cima do garoto.

- Eu vou matar esse moleque sai da minha frente Alpha Man! Disse Maicon chorando.

- Tenha calma, ele não fez isso porque quis! O garoto não sabe como usar os seus poderes ainda. Responde Kateck

O garoto sai de trás de Kateck e vai até Maicon segurando um objeto. ‘’ – Me desculpe senhor, eu não queria machucar ninguém sniff sniff (ele mostra o que estava segurando) isso foi tudo o que sobrou do bombeiro que tentou me ajudar (ele mostra os restos carbonizados de Jim), eu não o conhecia, mas sei que era uma boa pessoa por que ele permaneceu lá até o fim tentando salvar as pessoas inclusive a mim um monstro de chamas, as chamas levaram tudo o que eu tinha e também tirou vários outros, senhor, (ele se ajoelha na frente de Maicon) pode me matar se quiser eu mereço essa punição.

Maicon levanta o machado, olha bem pro garoto e larga o machado, abraça o garoto e diz – O meu irmão nunca iria me perdoa se eu matasse uma criança, ele fez o melhor que pode ... certo ? Pergunta Maicon, chorando.

- Sim, sim senhor ele cumpriu o seu trabalho até o último segundo.

Maicon abraça o garoto e diz chorando – Esse é o meu irmão bravo até o final, nunca deixa ninguém para trás ele não se portava em correr risco para salvar alguém mesmo que isso custe a sua vida, eu te perdoou garoto e tenho certeza que o meu irmão também.

- O Garoto tem poderes, Alpha Man ? Pergunta Speed X

- Sim, foi ele que início o incêndio sem querer.

- Aonde está os pais dele ?

- ... Quando eu entrei no apartamento havia 3 corpos carbonizados, 2 na cozinha, e o outro é de Jim que ele está segurando nos braços.

- Hmm entendo, bom sendo assim eu vou leva-lo para a federação e você vai pra faculdade, já está atrasado 30 minutos.

- Tudo bem, deixo ele com você mais tarde irei velo na federação.

Antes de ir embora Kateck diz ‘’- Estranho’’

- O que ? Pergunta Speed X

- Sinto que já vivi essa cena antes!

- Como assim ?

- Sei lá, eu to sentido uma sensação de déjà vu agora.

- Para com essa porra e vai pra vai logo embora. Responde aos berros Speed X

No meio do caminho Kateck lembra aonde já viu uma cena parecido com a que tinha acabado de vivenciar, nos quadrinhos de Rajxar a um deles se chama ‘’ O ódio flamejante’’

‘’ Isso não pode ser coincidência não é ?! Como Rajxar poderia descrever com tantos detalhes o que acontece lá dentro, nos seu quadrinhos ? Já é a segunda vez, será que ele pode ver o futuro ou é apenas coincidência ele ter premeditado esse incêndio causado por um garoto com poderes e aquela noite ?’’ Kateck pensa seriamente sobre isso enquanto anda até a faculdade.

Ao entrar na sala ele pede desculpa para o professor pelo atraso e vai se sentar, Rajxar tentar falar com ele, mas Kateck se reguça a falar, no intervalo.

- Rajxar, eu preciso falar com você sobre uma coisa muito séria. Disse Kateck sério.

- Hã han mas antes disso da uma olhada na minha nova história, ela se chama ‘’ O peão do Diabo’’ Tá fresquinho acabei de desenhar, eu sonhei com essa cena e resolvi colocar no papel, me diz ai o que acha.

- Você desenha os seus sonhos com frequência ?

- Ahhhh não, de vez em quando eu tenho uns sonhos bem loucos e o mais bizarros é que no dia seguinte, ainda me lembro perfeitamente do que sonhei. Na maioria das vezes, são visões que eu tenho ou simplesmente ideias que surgem do nada.

Kateck fica parado olhando bem para o primeiro, é uma pequena história de um homem loiro, forte, usando luvas pretas bem grossas e um terno preto, tomando chá no restaurante ‘’ La Rose’’ de repente um monstro surge do nada e ataca o homem, ele cai no chão e o monstro mata ele, Fim. As histórias do Rajxar sempre tem um final ruim, alguém morre, é roubado, torturado, traído e por ai segue a lista de tragédia. Kateck entrega os quadrinhos de volta para ele, ‘’ – E então o que achou’’ Ele pergunta entusiasmado.

- Um ótimo trabalho como sempre, mas acho que você deveria fazer histórias com final feliz, as vezes, não é todo mundo que curte um final trágico.

- É que histórias triste são a minha especialidade hehe, porém eu vou pensar no seu caso com calma, ultimamente tenho tido várias ideias incríveis para os meus quadrinhos.

- Ahhhh eu estava me perdendo nos meus próprios pensamentos como sempre, o que você queria me dizer mesmo ?

Kateck pensa bem, no que aconteceu nesses últimos dias e no que acabou de ler, e diz ‘’ Qual é a história do personagem do seu avatar ?’’

- Achou o visual dele foda né ?! hahaha aquele é o meu personagem favorito, o seu nome é Hk Killer, um assassino frio que usa uma caneta bico de pena para matar os seus alvos envenenados, com um veneno letal que deixa a sua pele negra como tinta, e depois escreve com o sangue da vítima o seu nome de assassino e logo embaixo um enorme X na testa do mesmo, o X significa que o seu trabalho foi comprido. Ele conta tudo isso com a empolgação de uma criança de 5 anos de idade.

- Caralho que foda, mas porque você não publicou isso no seu site ?

- Essa história eu quero trabalhar com calma, não quero fazer algo meia boca e que termine rápido como as outras, o que eu tenho em mente é criar um universo gigantesco a partir do Hk Killer.

- Era só isso mesmo que você queria me contar ?

- Sim, eu achei o visual do personagem muito foda por isso perguntei porque você não tinha publicado as histórias dele.

- É que pelo que você falou mais cedo eu pensei que era algo muito grave.

- Ahh hahaha não esquenta com isso não cara, eu é que faço drama com tudo hahaha. Kateck da risada, mas na verdade ele irá colocar Rajxar contra a parede, só que ele ainda acha que tudo isso pode apenas ser coincidência e para acabar de uma vez por todas com elas, Kateck resolve testa. O restaurante La Rose realmente existe fica na Avenida Castle Black, já disfarçado como Alpha Man, Kateck observa o restaurante atrás de um carro no outro lada rua não demora muito para que o homem loiro apareça. Ele se senta em uma das mesas na frente do restaurante e pede um chá preto, pega o celular e começa a conversa com alguém.

- Alo chefe, eu cheguei em Giblue city sem imprevistos nesse exato momento estou tomando em um restaurante na Avenida Castle Black. Diz o homem loiro ao celular.

- Que noticia maravilhosa Saimon, agora siga com o plano de conquistar o submundo de Giblue city, caso alguém for contra já sabe o que fazer! Respondeu o homem do outro lado da linha, uma voz grossa e imponente, mas bastante familiar.

- Pode contar comigo chefe, eu nunca vou te decepcionar o senhor vai ver, em um ano Giblue City será sua.

- Hahahahaha Assim que eu gosto, pensamentos de um campeão, mas apenas pensamentos não ganham territórios e também não seja descuidado, eu conheço bem o Speed X ele é o tipo de herói que não deixa nada passar despercebido e agora ele tem um ajudante com poderes muito perigosos.

- Não se preocupe, eu também tenho uma arma super poderosa bem a minha esquerda (ele esfrega o braço esquerdo, com o direito).

- Pode ter certeza disso, essa prótese no seu braço não é normal. Ela usa energia Z (uma fonte de energia misterioso recém descoberta no meio da Amazônia, a energia vem de uma pedra azul brilhante, cientistas dizem que só uma pedra dessas é capaz de fornecer energia a metade do Brasil, porém eles encontram um uso ainda melhor para essa energia, na construção de armas super poderosas). É isso que a torna tão poderosa, mas você sabe que essa energia não foi levada a público e nem será, o governo americano e brasileiro não querem que o povo saiba das novas armas que está surgindo com o uso da energia Z, você sabe e a causar muitas revoltas, ‘’ porque não usar essa energia para salvar vidas em vez de tirar ? ’’ esse tipo de baboseira, então trate de ficar fora das câmeras e não faça nada chamativo demais.

- Ou eu vou ter que explodir o seu outro braço.

- O senhor tem a minha palavra chefe, prometo guardar o segredo dessa arma com a minha vida.

- Ótimo.

- Chefe, eu vou ter que desligar o meu chá acabou de chegar.

- Está bem, quando termina ai, vá descansar amanhã eu ligarei novamente e passarei mais informações e tenha uma boa noite.

Saimon guarda o celular no bolso, pega a xícara de chá com a mão direita e começa a beber, do nada um monstro do tamanho de um homem aparece na rua e corre para cima dele, todos em volta correm, mas Saimon não se espanta nenhum pouco e continua tomando chá e então o monstro pula em cima dele, Saimon com um único soco, atravessa o peito do monstro com o seu braço esquerdo e logo puxa de volta, abre a palma da mão e dela sai uma luz azul que pulveriza o monstro. Todos que estavam no restaurante agradecem ele por ter derrotado o monstro, ‘’Ohh então já tem alguém de olho em mim hahaha isso vai ser interessante’’

Kateck sai de trás do carro e vai em direção a Saimon.

- Bom trabalho, você protegeu todo mundo bem a tempo.

- Muito obriga- ehhhh qual é o seu nome ?

- Eu me chamo Alpha Man.

- Obrigado pelo elogio Alpha Man, mas por que você não impediu o monstro de ter pulado em cima de mim ? Eu vi você me observando esse tempo todo atrás daquele carro ali. Perguntou Saimon com um sorriso cínico no rosto.

- Como você conseguiu me ver dessa distancia ?

- Eu tenho olhos afiados como de uma águia, fique tranquilo Alpha Man, eu não vim para Giblue City para espalhar o caos e sim pra ajudar, digamos que eu sou um novo ‘’herói’’ totalmente separado da federação e logo no meu primeiro dia fui atacado por um monstro, isso de monstra que essa cidade precisa demais ajuda, certo ?!

- O que eu quero saber é como você matou aquele monstro tão rápido ?

- Assim como você eu possuo poderes para proteger criancinhas e idosos AH e claro salvar gatos em cima das árvores. Saimon responde com o mesmo sorriso no rosto.

- Um novo herói ? Já que é assim não vejo problema algum em você ficar por aqui, mas já aviso, se você passar da linha eu vou ti caçar como aquele monstro e não serei parada por uma luzinha azul que sai do seu braço (os dois se encaram por um minuto).

- Hmmm hahaha Gostei de você Alpha Man, gosto de pessoas que não deixam se intimidar, só é uma pena eu não poder ficar para conversar mais, sabe acabei de chegar de viagem estou muito cansado, até mais ... herói. E ele vai embora mantendo aquele sorriso cínico no rosto.

Kateck volta para casa, deita na cama e começa a trabalhar todas as informações que recebeu nessa noite ‘’ Eu estava certo, Rajxar pode prever o futuro, agora o que eu farei com essa informação ? Será que ele é um vilão ou virou meu amigo por que sabe que em um futuro próximo terá chance de me matar, mas ainda a uma possibilidade pior, ele pode saber a identidade secreta do meu pai e a minha e planeja vendar essa informação no mercado negro. Não, isso não faz sentido, de novo eu estou ficando nervoso e isso acaba embaralhando a minha mente, calma, calma preciso me concentrar ... Se ele soubesse a minha identidade secreta já teria vendido para algum mafioso, uma chance de me matar no futuro é algo bem plausível, mas porque o Rajxar iria querer me matar ? Só a uma forma de saber disso e é pergunta diretamente a ele, conhecendo o meu pai ele levaria o Rajxar direto para federação aonde seria torturado até falar alguma coisa, por isso é melhor eu manter segredo por enquanto o melhor a se fazer nesse momento é ir dormir, aliviar a cabeça para o confronto amanhã’’ 

Compartilhar: