Bem-vindo

Venha e junte-se a nós

  • Simples para publicar
  • Rápido feedback
  • Compartilhe com o mundo
/

Ou logue usando:

Esqueceu a Senha?

Capítulos (1 de 5) 25 Oct, 2018

Layne:O rei inutil

 E em meu sonho eu vi um homem subindo uma grande escadaria,dentro de um castelo vazio,plantas mortas e esqueletos de corpos humanos estão espalhados pelo chão.Esse homem é jovem guerreiro tentando salvar algo que foi perdido,participando de uma jornada fora da lucidez.

Em seus passos densos pelo cenario deserto e sombrio que era aquele castelo ele chega até uma tumba e lá está ajoelhado um morto vivo,carne apodrecida mas firme em seus ossos,longos cabelos brancos.Em sua cabeça uma coroa enferrujada e em suas mão uma espada feita de um metal azul.

Ao ver o garoto o morto vivo se levanta,olha fixamente em uma distancia oposta na extremidade do salão ele sorri de uma forma inusitada e forçada

Rei Layne:"haa ha ha ha vocêêê...pequeno rapaz,tú é capaz certo?fale para eles,diga que eles estão enganados sobre mim,fale pra eles que é mentira"

O rei aponta para uma pilha de ossos enquanto olha fixamente para o rapaz,tem larvas entre seus olhos e suas mão tremem de indignação ao apontar para os ossos.O garoto saca sua espada e fala

???:"meu nome é Atros Kars e eu vim te salvar meu lorde"

Rei Layne:"Salvar de que meu garoto?do que falas?não me diga que está do lado deles?Você...v-você acredita no que eles falam?eu sou um bom rei eu realmente sou um....

O rei da um longo suspiro como se ele fosse capaz de respirar

...Eu sou certo?"

Atras:"Olhe a sua volta seu reino caiu,você caiu,mesmo que você acredite em algo agora não pode fazer mais nada...me ouça rei você já está morto-"

Rei Layne:"...ha...ha haha HAHAHAHAAHA"

O rei torna sua risada cada vez mais forçada enquanto coloca sua sobre o rosto e olha para os arredores

"Você está tão errado garoto,não passa de um mentiroso,invadiu meu reino,adentrou meu castelo e ousou me importunar..eu mesmo farei sua sentença"

O rei avança em direção a Atros e tenta ataca-lo com a espada,Atros tenta se defender mas é jogado contra o chão.O rei furioso tenta corta-lo no mas ele esquiva com um rolamento

Atros:[mesmo sendo um morto vivo ele tem muita força nos braços,então seus membros devem ser ligados por magia,assim,ele se move com facilidade e ainda pode atacar com grande uso de força]

Rei:"O que está fazendo garoto?está com medo de mim?tenha honra pois para alguem como eu tirar a vida de um simples ladrão como você,já não é motivo suficiente para morrer feliz?"

Atros sorriu para o rei enquanto sacava um explosivo de sua bolsa

Atros:"Queira me desculpar meu lorde...mas tem algo que quero fazer antes de morrer"

Ele joga a bomba em direção ao rei que se defende rebatendo ela.Mas a bomba cai em cima da pilha de ossos e os explode

Rei:"Cooo...coo..mmmoo ousa?você matou minha elite do consenho.Desgraçados por que não correram quando a luta começou?"

O rei parecia querer chorar mas sua cara desfigurada não demonstrava nada e a unica coisa que caia dos seus olhos eram larvas parasitas

Rei:"GUARDAS PEGUEM-NO AGORA"

Nesse momento esqueletos se levantam do chão e pegam as armas enfiadas em seu corpo para lutar contra Atros.Mas diferente do rei os esqueletos são extremamente fracos e lentos.

Atros pega um pergaminho de sua bolsa,quebra seu selo e o joga no chão ao fazer isso uma parede de chamas começa a queimar os inimigos.O fogo é tão forte que eles derretem,assim a chama rapidamente se apaga.

Rei:"Como...qu-"

Atros:"Chama de purificação,também chamada de coração de argus,lembra desse nome rei?"

O rei fica boquiaberto com a pergunta de Atros,ele vê que sua expressão está seria e aperta sua espada

Rei;"Argus é aliada do meu reino,eles nunca iriam me trair assim,trair o reino que tanto fez por eles e que tanto está ajudando na guerra"

Atros:"A guerra acabou faz 700 anos"

Rei:"mentiras,mentiras,mentirAS,como estou vivo então?como meus subordinados ainda estão vivos e meu reino está de pé?"

Atros"Seu reino virou um abrigo fantasma,ninguem além de você e eu aqui são capazes de falar ou pensar em algo,acredite em mim é tão dificil assim ou o seu espirito apodreceu junto com seu cerebro?"

O rei novamente corre em direção a ele com olhos de furia,e Atros passa a correr para a direção do rei,quando ele joga a espada contra Atros ele se abaixa e a espada pegando uma pilastra e a derrubando,caindo por cima de perna do rei.

Rei:"Hooo...hooo...hooooo"

Gritando como um animal,não de dor mais de furia ele começa a correr.Mesmo sem uma perna ele corre como um "cão mancando",um dos golpes pega na mão de Atros e arranca 3 de seus 5 dedos.Com a mão esquerda Atros pega um outros pergaminho,já cansado ele para de correr e olha para o rei.

Ao atacar o rei com a espada na mão machucada,ela penetra seu cranio mas não faz a minima diferença pra ele.O rei o golpeia com sua grande espada,Atros solta a espada que estava em mãos e tenta se defender com o braço direito.O metalde sua armadura leve foi perfurado e seu braço que estava em guarda de defesa foi atravessado.

Atros olha com para o braço e parece querer chorar de dor,Ele enfia por completo o que faltava da espada do rei em seu braço,ficando assim frente a frente com o próprio,ele quebra o selo do pergaminho e toca no peito do rei.O pergaminho começa a queimar junto do braço de Atros e todo o corpo do rei,rapidamente ele corta seu braço espada do rei enfiada no outro e o fogo o transforma em cinzas.

Enquanto o rei se tornava nada naquele chão frio ele pergunta

Rei:"Eeu...Fui um...um... bom rei certo?"

Atros:"Sim você lutou por ele até o ultimo momento"

O corpo do rei desintegra e um núcleo semelhante a uma bolha de àgua gigante se forma,ela tem 3 cores:verde,vermelho e preto,ao olha pra ela Atros cai em cima estourando-a e o molhando completamente

Atros:"Aaa...estou tão cansado,se podesse eu nunca mais iria fazer isso"

Atros desmaia naquele salão frio e tem um sonho sobre um homem que atendia pelo nome de rei

[Eu sou Layne o primo do rei atual Kadab e membro do conselho real e hoje 18 dias após se iniciar a guerra entre nós e o pais vizinho eu soube que ele morreu,disseram que não tinha o que fazer era totalmente desnecessario tentar salva-lo,"ele lutou até o ultimo minuto em nome do reino" foi o que disseram mas agora quem vai gorvenar o reino?Todos os membros do conselho menos eu eram pertencentes ao poder militar do rei...está ficando cada vez pior]

???:Senhor iremos realizar uma reunião hoje a noite,precisamos que venha

Layne:sim,entendo agora entendo,se todos os membros da guilda de magos não irem para a reunião de hoje mande uma carta imediatamente e os convoque será algo muito importante

Membro da guilda:"Ah-ah sim entendo senhor irei fazer isso"

[Meu mestre é um grande sabio que eu torna a guilda de magos o novo conselho,conseguiremos suprir a necessidade de poder governamental desse reino]

E assim foi feito Layne se tornou o rei e a guilda de magos o novo conselho,varias batalhas foram ganhas mas as proximas decisões dos seus subordinados não foram das melhores

Membro:"senhor rei aumente os impostos,estamos em guerra se não fizermos nada ficaremos sem recursos para atacar o inimigo"

Layne:"Entendo,mas como faço para que eles não sintam receio por pagar mais impostos,não podemos ter uma guerra civil nesse tempo que estamos vivendo"

Membro:"acredite em mim lorde,vamos conseguir beneficios em dobro,talvez muito mais ao final da guerra"

Layne:"hehehehe...claro essa é a chance de mudar o rumo do nosso reino e transforma-lo em uma nação"

Mais impostos foram pagos,casas de civis foram queimadas,escravos foram obtidos e tudo em nome de um rei que nem sequer sabia do que estava havendo.Todo o dinheiro que estavam obtendo era para comprar mais e mais escravos,confinados dentro de celas longe dos olhos do rei.

Rei:[Em uma noite de festa do povo por estar conseguindo grandes feitos meu mestre me chamou para mostrar um grande show...pelo menos foi o que ele disse]

Ao chegar dentro de um salão com cheiro duvidoso e sem nenhum traço de luz o rei pergunta

Layne:"mestre não está um pouco escuro?"

Mestre:"entendo...façam"

Nesse momento magos nas extremidades do salão acendem tochas clareando o local e mostrando varias pessoas aglomeradas no centro do salão,esses são os escravos,dezenas deles,crianças,mulheres,idosos,homens de guerra ou trabalhadores

Mestre:"VEJA,VEJA HA HA HA HA...ENTÃO NÃO É LINDO?"

Layne:"está ficando louco meu mestre o que essas pessoas fazem aqui?por que me trouxe aqui?"

Mestre:"Huh?,bem você é o peão principal disso tudo,então por que não participar?"

Layne:"que-?"

Mestre:"você está em uma guilda de magos mas sabe alguma magia?eu sou seu mestre mais já te ensinei algo alem de como servir as minhas ideias?um nobre ligado a familia real todo o necessario para meu feito obrigado rei agora TERMINEM O PROCESSO"

Nesse momento os magos começaram a sussurrar palavras incompreensiveis,as pessoas dentro do circulo começaram a derreter formando uma grande poça de sangue e nela o rei é jogado 

Mestre:"Então meu pupilo o que acha de conheçer a nossas verdadeira magia?"

Depois disso as memorias se tornam chamas

Acordando do sonho Atros se levanta,seus membros estão curados,nem se querer parece que ele lutou alguma vez na vida

Atros:"então isso é um fragmento de memoria...é estranho assim como aquela mulher falou,"ou aquela coisa falou",não adianta fazer muito pelo que vai acontecer agora e você teve um pessimo destino meu rei,mesmo você sendo o causador da grande guerra"

Ele pega a espada do rei Lenya e sai do salão

Compartilhar: