Bem-vindo

Venha e junte-se a nós

  • Simples para publicar
  • Rápido feedback
  • Compartilhe com o mundo
/

Ou logue usando:

Esqueceu a Senha?

Capítulos (1 de 50) 14 Feb, 2021

99 - 100

 O sinal tocou, tirando Pedro do transe em que ele havia sido colocado.

 - Eu queria conversar contigo, sobre o Davi. – Pedro disse acelerado ao ver a garota se levantar.

 - Anota meu número.



 Por duas semanas eles conversaram, e Pedro achou que eles estavam chegando a um comum acordo. Eles discutiram o comportamento de Davi, sem entrar nos detalhes da origem do problema, apesar de ambos saberem bem o motivo. Em vários pontos eles concordaram, até Pedro sugerir levar Davi à um psicólogo especialista, e Morgana parar de responder às mensagens.

 Ambos continuavam a compartilhar os almoços entre aulas com Davi que permanecia inocentemente alheio e alegre a maior parte do tempo. Outras vezes Davi aparecia tremendo, mal dirigia à palavra a nenhum dos dois, e se deixava a mesa poucos minutos depois. Isso era ruim. E Pedro e Morgana iriam dar um jeito, mesmo sem a ajuda um do outro.

 

Pedro chegou cedo e ficou perto do estacionamento dos ônibus escolares, esperando conseguir conversar com Davi antes de Morgana chegar.

 Morgana, que também havia chegado adiantada, ficou ao lado do portão, esperando conseguir ver Davi antes de Pedro chegar.

 No fim das contas, Pedro e Morgana estavam esperando por Davi. Pedro olhava para Morgana, a garota não apresentava nenhum traço de sua arrogância usual, em vez disso seus olhos pareciam mais cansados, ou preocupados.

 Morgana olhava para Pedro, esperando que o rapaz conseguisse ler sua súplica, eles precisavam abordar o ‘assunto’ com Davi, mas com muito cuidado, se hoje fosse o dia que Davi fosse explodir, ela esperava poder contê-lo, mesmo sabendo que não seria capaz, mas talvez a presença de Pedro ali fosse útil para acalmar Davi. Ou talvez não.

——————————————————————————————————————————

                                                                - 99 -

.

.

 Quando Davi desceu do ônibus, ambos avançaram na direção dele. Morgana esperou que ele sorrisse, se ele sorrisse estaria tudo bem, mas antes que um sorriso pudesse se formar nos lábios de Davi, Pedro falou.

 - Precisamos conversar.

 Merda. Morgana pensou. Com calma Pedro, com calma.

 - Tudo bem?! – Davi hesitou.

 - De preferência, em particular. – Pedro disse.

 Morgana encarou o traidor, mas antes que ela intervisse, Davi respondeu:

 - Nada que você tenha pra me falar precisa ser dito fora da presença de Morgana. – A voz de Davi saiu gélida, e Morgana já contava os segundos para o final.

 - Por que você a defende tanto? – O chão começou a trepidar levemente, Morgana sentiu, mas aparentemente nem Pedro nem Davi haviam percebido. – Você não tem noção de quem a família dela é!

 Morgana fixou o olhar no rapaz, atônita. Minha família?

 - Eu conheci o pai dela, ele é gente boa, só porquê você tem um complexo de inferioridade você não precisa colocar a família dela no meio! – Davi respondeu um tom mais alto.

 - Você não entende! – Pedro passou a mão pelos cabelos, por algum motivo as palavras que ele dizia não eram as certas, não era assim que ele queria que a conversa seguisse, mas ele não conseguia se concentrar. – Você não tem noção de quem ela é! Do porquê ela é sua amiga!

 Morgana sentiu uma pontada de culpa se espalhar como ácido em seu coração, e viu quando pelos olhos de Davi passaram uma faísca de incerteza, o coração dela bateu mais rápido, não era assim que ela havia planejado. Merda, merda, merda. Ainda assim, Davi estava com mais raiva do que com desconfiança.

 - E quem é você pra falar dela? Eu não sei nem quem você é agora! Você sai com um ‘tutor’ e nem tem coragem de me ligar pra exp...

——————————————————————————————————————————

                                                              - 100 -

Compartilhar: