Bem-vindo

Venha e junte-se a nós

  • Simples para publicar
  • Rápido feedback
  • Compartilhe com o mundo
/

Ou logue usando:

Esqueceu a Senha?

Capítulos (1 de 23) 21 Nov, 2020

Green: 000

Antes de Yuna se tornar a Assassina de Youkais, existia uma outra pessoa com esse título. Como sempre fiz dupla com meu mestre, Mena, na Elite da AAA, me sinto livre para dizer que, da antiga Assassina de Youkais, muito pouco minhas memorias caninas têm a contar. Latindo de maneira sincera, aquela que um dia caçou youkais pela Associação, era também a mais misteriosa e complexa integrante da Elite.

Ela era mais enigmática que Kazuna Keiko, a Assassina de Yureis, que fazia dupla com ela, inclusive.

Ainda no campo das comparações, ela era mais calada do que Yamato, o Vingador de Vidro.

E o recorde até hoje pertence a ela.

Yuna nunca teve contato direto com ela, durante sua estadia na AAA. A guria, mesmo tendo em mente a vingança contra sua mãe, a Mulher da Neve, e também desenvolvendo seus ideais genocidas contra a raça dos youkais, não via a antiga Assassina como uma inspiração ou como alguém a ser batido. Yuna retira vidas ao seu modo, e os métodos e táticas empregadas pela Assassina anterior não faziam o estilo da guria.

Afinal, a antiga Assassina de Youkais não tinha poderes.

Talvez, dizer que ela não tinha poderes esteja incorreto. Ela, com certeza, não era uma simples humana. Não estava dentro do senso comum. É mais do que certo que estava fora dos padrões e bem acima da média.

Por outro lado, ela não era uma hanyou ou híbrida de alguma outra raça mística. Também não era um shikigami ou um androide.

No final, ela acabou deixando a AAA sem sabermos de fato o que ela realmente era.

Uma coisa engraçada que acabei recordando, foi em uma ocasião que Yuna estava completando seu treinamento, e naquela época ela tinha recebido seu primeiro uniforme especial, o 23° Tóquio, o que a deixou muito bem-humorada por um tempo. Em uma noite, na Associação, todos os assassinos da Elite estavam presentes em seus respectivos quartos. A guria esperou o início da madrugada e escreveu uma carta em um guardanapo (provavelmente por ter saído de um assalto à geladeira), e no maior silêncio que seus movimentos conseguiam manter, foi até o recanto de sua antecessora e passou o bilhete por baixo da porta. Depois saiu assoviando, como se estivesse só de passagem.

É, às vezes, sem ninguém por perto, a guria era um anjinho.

O que ela não percebera é que eu estava deitado no final daquele mesmo corredor.

Até hoje, esse ocorrido me serve como uma poderosa carta em meus debates contra Yuna Nate.

E, sobre a carta. O que estava escrito nela era: deixe Yuki-onna para mim, está bem?

As únicas palavras da guria com sua antecessora na Elite da AAA, foi por uma mensagem escrita em um guardanapo. E a Assassina não respondeu. Meses depois, ela deixou a Associação de Assassinos Anônimos por motivos desconhecidos.

Mais um pouco depois, Yuna recebeu o título que detém até o momento.

Contudo.

Em agosto de 2016, praticamente no fim das férias de verão, a antiga Assassina de Youkais e a atual Assassina de Youkais, acabaram trocando palavras em uma situação que vai muito além de um guardanapo passando por baixo de uma porta.

Elas finalmente ficaram face a face. 

Compartilhar: